2011, o ano que está dizendo adeus, com certeza foi marcado pelo início do fim de uma era. A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte I chegou aos cinemas trazendo o primeiro capítulo do fim. A franquia atraiu milhares de fãs que torciam pelo amor da mocinha humana com o perfeito namorado vampiro. Mas para que o sucesso de um filme seja realmente completo, vários fatores estão inclusos e um desses fica por conta da trilha sonora, que dá seu toque especial. Vamos nesse artigo recapitular as músicas que embalaram essa série que conquistou nossos corações!

Crepúsculo (Twilight)

Sem dúvidas, a trilha mais marcante de toda saga foi a lançada em 4 de novembro de 2008. A trilha sonora do filme Crepúsculo foi escolhida pela supervisora de música Alexandra Patsavas e o score composta por Carter Burwell. Como prova que eu não estou errada, a trilha estreou em primeiríssimo lugar na Billboard, vendendo 165.000 cópias só na sua primeira semana de estréia! Querem mais? Foi a terceira trilha sonora a chegar na #1 em 2008, depois dos filmes Juno e Mamma Mia!, e é também a primeira à alcançar o #1 antes do lançamento do filme desde do filme 8 Mile, em 2002… É mole?

Algumas músicas são tão bem colocadas que se tornam épicas! É o caso de algumas dessa trilha que acabaram aparecendo novamente em Amanhecer – Parte I. Ok, sem mais conversa, vamos as músicas:

Full Moon – Começamos o filme com a pegada da banda The Black Ghosts, quando Bella está deixando Phoenix e chega a Forks. Até o clipe da música passa uma idéia de mudança e movimentação. Acredito que essa real intenção e gostei do enquadre dela nessa cena.

Eyes On Fire – Música da banda dinamarquesa Blue Foundation é uma das minhas preferidas no filme – que temos só começo da melodia – é tocada quando Bella percebe a ausência de Edward na escola. O refrão tem tudo a ver com esse momento “Você vai esperar em vão/Eu não tenho nada que você queira”. A banda ganhou um super destaque por ter a música na trilha do filme. Bom pra eles!

Tremble for My Beloved – O momento épico do filme, que Edward salva nossa Bella da van descontrolada, foi marcada pelo som da banda grunge Collective Soul. Ainda acho que essa música deveria tocar pelo menos até o refrão, que é muito legal. Mas no filme, também só temos o comecinho mesmo.

I Caught Myself – Banda Paramore marcando presença no filme. Tocada como ‘música fundo’ da loja em que Bella acompanha Jéssica e Angela para experimentar vestidos para a noite do baile. Gosto do verso “Você tem, você tem/ Algum tipo de mágica/ Hipnótica, hipnótica/ Você está me deixando sem ar…” Bella é quase a recordista em ficar sem ar quando está com o Edward (e nós também!).

Never Think – Oi, posso surtar agora? Música coisa-linda escrita exclusivamente (e perfeitamente) para o filme, foi composta por Robert Pattinson e seu amigo, o músico Sam Bradley. A canção fofa folk de Rob toca em um momento mais fofo ainda: quando Edward conta a Bella que não pode ler sua mente, no restaurante. A música é a maior prova que Robert deveria investir na carreira musical. Além dele mandar muito bem na interpretação, a música é linda, e tem tudo a ver com a história.“Salve sua alma, antes de você ir longe demais, antes que nada possa ser feito”. Pô, Rob, cadê o CD?

I Know What You Are – Embora eu não vá discutir nesse artigo os scores inseridos no filme, não posso deixar essa passar. Ela é tão marcante que foi colocada até no menu do DVD. No filme ela toca quando Bella faz a pesquisa sobre “The Cold One” e descobre a tão temida verdade sobre Edward. Ela tem que ser especial mesmo, afinal, esse é o momento que a mocinha descobre que o mocinho não é tão perfeito assim. Só na teoria né, por que na pratica, ta pra nascer um ser mais perfeito que ele, vamo combinar!?

Phascination Phase – Já que eu destaquei um score desse filme, aqui vai outro: Phascination Phase composta por Carter Burwell. Essa foi feita para nós, meras mortais, suspirar de amores pela fofura do casal Bella e Edward. Acho muitas pessoas nesse momento exclamaram “Ih, shipei!”. Ela toca quando eles estão se conhecendo na campina, após ele revelar ser um vampiro.

Spotlight (Twilight Mix) – Minha cena favorita do filme, quando Bella e Edward ‘quebram as regras’ chegando juntos na escola pela primeira vez como um casal, é registrada ao som da banda Mutemath. Com essa cena, Edward revolucionou os óculos Ray-ban Wayfarer e pela primeira vez chutou o balde, não se importando em ser um ‘bad boy’. E a Bella ainda não sabe porque está no holofote nesse momento….

Clair de Lune – Essa é uma música que tinha que estar no filme de qualquer jeito. Ela é citada no livro como a música que está tocando no carro de Edward quando Bella entra pela primeira vez. No filme, Bella confere o CD player de Edward em seu quarto e encontra a música de Debussy. Uma bela solução para inseri-la no filme.

Bella’s Lullaby – Música composta por Carter Burwell. Edward toca para Bella quando ela vai a casa dele conhecer seus pais pela primeira vez. No livro, Edward compõe essa música exclusivamente para Bella, o que a faz ser ainda mais especial. Burwell teve a delicadeza de levar isso tudo em consideração e consegue fazer uma música perto da nossa imaginação. Fica ainda mais linda quando vemos Edward tocando no piano.

Supermassive Black Hole – Definitivamente a minha favorita do filme, para não dizer da série toda. A banda Muse é a queridinha da autora da série, Stephenie Meyer, que fez questão que eles tivessem uma participação no filme. Participação essa que foi a melhor de todas. Ela marca o jogo ‘super normal’ de baseball dos Cullens.

Let Me Sign – Outra música fofura interpretada por Robert Pattinson. Ela foi composta por Rob e seus amigos Marcus Foster e Bobby Long. Toca no trechinho em que Edward com muito sacrifico retira o veneno da mordida de Bella, e aparece toda aquela seqüência de imagens, lindo!

Go All the Way (Into the Twilight) – Filme quase acabando, temos uma cena quase que clichê de um baile de formatura. A música de Perry Farrell marca entrada de Bella e Edward ao baile. “Esta noite! Relampejando! Vamos ao Crepúsculo!”

Flightless Bird, American Mouth “Have I found you?” Depois de quase 100 anos, Edward teve a sua espera recompensada, mas foi Bella que saiu ganhado nessa. Afinal, eu esperaria por bem mais (bem mais MESMO) que isso pra achar um Edward. Temos que agradecer por Catherine ter dado ouvidos a sugestão de Kristen Stewart, e ter inserido a música de Iron & Wine nessa cena. A cena da dança do casal ao final e a promessa de continuação perfeita. Tão perfeita que ela ressurge com grande destaque no quarto filme. Valeu Kristen!

15 Step – Essa música infelizmente não está inclusa na trilha sonora oficial do filme. A música da banda Radiohead, toca quando Victória está descendo as escadas na ultima cena do filme antes dos créditos. Fica a dica pra quem sempre escutou e não sabia qual música era.

Leave Out All the Rest – Música da banda Linkin Park dá inicio aos créditos. Eu gosto das músicas da banda e acho essa uma das melhores já feitas. Ela é uma das razões para você deixar a tela ligada mesmo após o final do filme, e no volume máximo!

Decode – Música que foi o tema do filme e marcou a geração Crepúsculo. A vocalista da banda Paramore, Hayley, nunca escondeu seu amor pela saga e encomendou já duas canções para o longa. Essa se refere à dinâmica do relacionamento de Edward e Bella. “Eu escolhi o titulo de ‘Decode’ porque a canção é sobre a crescente da tensão, dúvida, raiva e frustração entre Bella e Edward” diz Hayley. “Bella tem a única mente que Edward não pode ler, e sinto que é uma parte muito importante durante o primeiro livro e um dos obstáculos que terão de enfrentar. É mais uma adversidade entre os dois que torna a história ainda melhor.” Concordo com ela, a música se encaixa perfeitamente na história, e o clipe consegue ser mais perfeito ainda. Ela é a segunda e última música tocada nos créditos finais.

Parece que todo primeiro single da trilha sonora vai parar nos créditos. Enquanto todos esperavam por Decode nos momentos mais emocionantes do filme, fomos escutar ela apenas no final. Mas quem se importa de ficar sentado um pouco mais, quando temos créditos com flashes de algumas cenas entendidas e deletadas?

A Saga Crepúsculo: Lua Nova – (The Twilight Saga: New Moon)

Embora ninguém colocasse fé, Crepúsculo foi um sucesso de bilheteria e se tornou um fenômeno mundial! Fãs aguardavam ansiosamente a continuação, que logo após Crepúsculo teve sua seqüência confirmada oficialmente, e já em dezembro o filme estava em pré-produção. Lua Nova estreou nos cinemas em 20 de novembro de 2009 arrecadando mais milhões de dólares e formando legiões de fãs.

O elenco do filme continuou intacto, porém a direção foi alterada, assim também como a autoria do score. Chris Weitz assumiu a direção e escolheu Alexandre Desplat para substituir Carter Burwell. O fato não afetou o filme, que conseguiu superar todas as expectativas e agradar os fãs, feito difícil, já que os fãs da saga são bem exigentes. A trilha sonora estava prevista para ser lançada no dia 20 de outubro, um mês antes da estréia, mas foi antecipada devido à alta busca pelo CD. A trilha estava nas lojas dia 16 de outubro de 2009, estreando em #2 na Billboard e vendendo mais de 153 mil cópias só nos Estados Unidos.

As músicas desse CD são muito depressivas, combinando o tom depressivo indie rock com a história de corações partidos, que nesse ponto da história quase tudo é viver ou morrer.

Monsters – Logo de inicio temos a banda Hurricane Bells, tocando no rádio de Bella quando ela está a caminho da escola. Ela continua tocando também na cena seguinte quando Edward caminha (e claro, em câmera lenta) para encontrar Bella no estacionamento. O mais legal de tudo é que o vocalista da banda Steve Schiltz, após saber que sua música tinha sido escolhida para o filme, pediu um livro da Saga pro amigo e começou a ler. E assim a Saga ganhou mais um fã…

The Violet Hour – A festa de aniversário ‘super animada’ organizada por Alice foi a primeira festa que vemos na casa dos Cullens. Como tudo lá tem um toque clássico sofisticado, um toque moderno com a música da Sea Wolf ficou uma graça. Mas se a idéia era animar, não sei se deu muito certo…

Satellite Heart - Anya Marina foi umas das cantoras que mais curtiu a carona do sucesso da Saga. Com sua música inclusa na trilha, ela rodou várias cidades com o ‘New Moon Talent Tour’, além de transmitir ao vivo a premiere de Lua Nova em seu MySpace. Ela foi convidada pelo diretor Chris Weitz a assistir alguns clipes do filme e após uma semana a musica estava pronta. Música essa que toca no rádio (presente recém ganhado do cunhadão) quando Bella e Edward voltam no aniversário catastrófico.

RoslynBon Iver se juntou a St. Vincent com o interesse inocente de fazer uma música bonita. Logo ficaram sabendo que a produção tinha interesse nela. Surgiu então uma das músicas mais deprê existentes: Roslyn. E adivinhem onde ela foi encaixada? Sim, no momento mais deprê do filme: Edward faz a difícil decisão de deixar Bella.

Possibility – A cena mais bem feita do filme, a passagem dos meses com o sofrimento de Bella estampado, conta com a música de Lykke Li, que é quase irritante de tão linda. Ela se encaixa tão bem ao contexto, que fica quase ridículo não chorar. Então me avise quando você ouvir meu coração parar/Você é o único que conhece!/ Então me avise quando meu silêncio terminar/Você é o motivo pelo qual me fechei…

I Belong To You (New Moon Remix) – A banda toda queridinha da Steh, Muse marcou presença novamente na Saga. De forma discreta, ela foi inserida por segundos quando Bella liga pra Jéssica e combina de ir ao cinema. “Hi Jéssica, is Bella… yeah, Bella Swan…” HÁ Adoro essa cena!

Friends – A banda inglesa Band of Skulls com seu rock alternativo muito gostoso de ouvir. Marca a cena que Bella vai até os motoqueiros atrás da visão de Edward.

Solar Midnite – Essa é uma música tão contraria ao estilo musical da Saga, que nem na trilha sonora oficial entrou. O cantor Lupe Fiasco é um rapper ‘sangue bom’ que não gostava de hip hop porque ofendia as mulheres, mas acabou cedendo aos encantos e gravou um CD, e hoje faz sucesso com suas letras respeitosas. A música toca quando Bella, Mike e Jacob vão ao cinema. “Mesmo com a escuridão, eu posso vê-lo brilhar/ Através da escuridão, eu quero ver você brilhar” – Será que ele estava falando de Edward?

Shooting The Moon – Uma das minhas preferidas. Ela marca o desenrolar do relacionamento de Bella e Jacob. Uma das coisas mais legais em Lua Nova é o foco na amizade entre os personagens e a motivação da amizade que vai se fortalecendo entre eles. Me apaixono toda vez que escuto a música. Ta certo que só a Bella quer a amizade, já Jacob… morre de amores. Música encaixa certinho para ele: “Somente siga soldado a frente/ Boa sorte em atirar na lua”. Já tentaram atirar na lua?

All I Believe In – Lembro que na época vários fãs perguntaram qual era a música que toca no rádio quando Jacob concerta as motos com Bella. Ai está a resposta: música da banda The Magic Numbers. Música essa que esteve apenas como faixa bônus no iTunes. Não entendi até hoje porque não a inseriram na trilha oficial, gosto tanto dela.

Done All Wrong- Após Bella descobrir a verdade sobre Jacob, ela conhece Emily, noiva de Sam. A música da banda Black Rebel Motorcycle Club é uma mistura de folk, rock alternativo, blues… Não gosto muito da música, mas tinha que ser algo nesse estilo mesmo nessa cena.

Hearing Damage – Quando eu estava escrevendo o artigo, percebi que tinha esquecido dessa música. Como eu pude esquecer? Ela é muito show, adoro o estilo melancolico do Thom Yorke. Pra quem não sabe, ele é vocalista da banda Radiohead – sim, aquela mesma que ficou pra fora da trilha de Crepúsculo. Toca na cena em que Victoria foge dos lobos,vai atras de Bella e pula no mar.

Slow Life – A banda folk Grizzly Bear aparece quando Bella pula no oceano e vê Edward. Eu adoro essa música e sou apaixonada por essa cena (e espero não ter sido a única que chorou nela). Acho muito lindo a idéia que mesmo quase morrendo afogada, ela tem como desejo ver seu amado pela ultima vez.

You’re Alive – Contrariando tudo que eu disse no começo desse artigo, vou destacar aqui a música do score que eu mais gosto. Essa, o nome entrega o momento: ‘You’re Alive’ toca na cena do reencontro de Bella e Edward em Volterra. Gosto muito do Burwell, mas Alexandre Desplat não deixou nada a desejar. Ponto pra ele!

No Sound But the Wind – Logo após a votação na casa dos Cullens, Bella e Edward estão no carro e tropeçam com um Jacob descamisado com músculos definidos a mostra (tá, parei!). Eu acho tão linda a letra dessa música, e é uma das que eu mais lamento por não tocarem mais um pouco. A banda indie Editors contribuiu com grande estilo: “A lua crescente acima de nós/ Nosso sangue é frio, e estamos sozinhos/ Mas eu estou sozinho com você/ Ajude-me a manter o fogo aceso/ Vamos mantê-lo juntos” Será só eu que acho que o vocalista Tom Smith tem a voz do Renato Russo? :S

A White Demon Love Song – Melhor música dessa trilha, sem mais. A banda The Killers marcou presença na trilha para agraciar-nos com seu estilo rock alternativo. A “Canção de Amor de Um Demônio Branco” deixa seu recado romântico na primeira parte dos créditos finais.

Meet Me On the Equinox – Música ‘tema’ de Lua Nova. Não precisamos de muita analise para entender seu recado. Lua Nova nos mostra o lado mais humano e frágil da Saga, e que histórias de amor, podem não dar certo. E a música, representa bem “Ó querida entenda/ Que tudo, tudo termina/ Que tudo, tudo termina” - Death Cab for Cutie uma das melhores bandas indies que eu conheço, foi em minha opinião, uma excelente escolha. Ela é a ultima música do filme, nos créditos finais.

New Moon - Uma música do score incluida na trilha oficial. Nem precisa dizer que ela é a melodia tema do filme né? toca em vários trechos do filme, mas especificamente no final, na cena da Itália. É a música do menu do DVD também.

Vale lembrar que quem possui o DVD duplo de Lua Nova pode conferir os videoclipes das músicas: “Meet Me On the Equinox”, “Satellite Heart” e “Spotlight” (música de Crepúsculo). Além do ensaio do clipe de Muse – “I Belong To You”. Meu destaque fica pra “Meet Me On the Equinox”, no qual o clipe é muito bem feito, com as cenas do rompimento entre Bella e Edward. Vale e pena assistir de novo em clima de nostalgia com o coração na mão.

Saga Crepúsculo: Eclipse – (The Twilight Saga: Eclipse)

Apenas 7 meses após a estréia de Lua Nova, o filme Eclipse chegava aos cinemas no mundo inteiro, no dia 30 de junho de 2010. Muito bem recebido pelos fãs e pela crítica, ele foi considerado o melhor de toda série até então.

O diretor Chris Weitz, foi substituído por David Slade, e como os dois primeiros filmes, o roteiro foi escrito por Melissa Rosenberg. As filmagens do filme ocorreram antes mesmo da estréia de Lua Nova, o que deu aos fãs a alegria da confirmação de continuação. A única alteração do elenco foi a atriz Rachelle Lefèvre, que não voltou a interpretar a personagem Victoria, por conflitos em sua agenda, e foi substituída então pela atriz Bryce Dallas Howard. Eclipse foi o único filme da Saga a ser apresentado nas telas do IMAX, além dos cinemas comuns.

“Tudo começa com uma escolha.” Esse não foi somente o slogan do filme, mas também o da produção musical. Cerca de 400 músicas foram consideradas para entrar na trilha e apenas 15 foram escolhidas. Ela foi lançada oficialmente no dia 08 de junho de 2010, chegando na #2 na Billboard, vendendo 144 mil cópias em sua primeira semana! Se a trilha de Crepúsculo foi uma explosão neogótica e Lua Nova teve um tom de tranquilo indie-rock, Eclipse foi uma mistura, combinando aspectos dos dois lados. A trilha foi um sucesso de boas escolhas, que rendeu a uma indicação ao Grammy de “Melhor compilação de uma trilha sonora para filme, televisão ou outra mídia visual”.

O score também foi substituído dessa vez por Howard Shore, conhecido por ter trabalhado na trilogia de O Senhor dos Anéis. Howard trabalhou também na produção com Kristen, “O quarto do Pânico”. O álbum foi lançado oficialmente nas lojas, em 29 de junho de 2010. A divulgação das músicas ocorreu algumas semanas antes. Quem aqui não lembra a maneira que a trilha foi divulgada para os fãs? Uma música por hora, no twitter oficial do filme. Um verdadeiro tormento pra qualquer fã. Mas, quem disse que vida de fã é fácil?

Vamos relembrar faixa a faixa do terceiro filme da Saga, let’s go!

Chop And Change – Já começamos o filme com a pegada da banda The Black Keys na cena com Riley – “Uma criança inocente em Nova Orleans..”. A música que já era de um trabalho anterior da banda, entrou para trazer um clima novo, que notamos já na primeira cena, que se trata de um filme mais ‘sério’. A faixa capricha no clima rock/blues, em um som bem produzido mas que mantém um pouco da sujeira instrumental, coisa que eu gosto demais.

Let’s Get Lost - A banda Bat For Lashes, super conhecida pela voz intensa da vocalista Natasha Khan e a atmosfera sombria das canções quase passam desapercebidas nessa música. Khan é super apagada e o compositor Beck você só sabe que tá lá por que tem o nome dele, senão… Mas, pro clima romatico de Edward e Bella, a música serve pra ser fundo, nada além disso. Cena que Bella resolve ir visitar Jacob a noite, mas Edward intercepta.

How Can You Swallow So Much Sleep – Durante a cena que Edward e bella chegam na escola e conversam sobre os discursos de formatura. Essa música aparece apenas na Edição DeLuxe, mas poderia nem ser inserida. Particularmente acho uma música chata e poderia ser substituida por um score mais intenso.

A Million Miles an Hour – Aplausos por favor! Essa música indie rock angustiado, tenso, alternando som cheio e vazio mereceu estar onde está. Adoro o clima dela na cena em que jacob está esperando Bella na escola. A banda Eastern Conference Champions já encurtou seu seu nome para ECC, mas a (sábia) decisão só veio depois que a trilha de Eclipse já tinha sido fechada.

Jonathan Low – Cena seguinte, quando Bella vai com Jacob à casa de Sam e Emily. a Banda Vampire Weekend tem influencia de ritmos africanos em seus albuns, coisa que não apareceu nessa faixa, deixando se levar pelo ritmo mais pop. Sorte a deles, que hoje faz parte da trilha.

Life on Earth – A música mais ‘awn’ da trilha sonora, que toca num momento mais fofo ainda. Edward e Bella na cama conversando sobre o futuro, e ele solta a frase “You always be my Bella.” É impossivel não se apaixonar e terminar a cena cantarolando “la la la lalalala…is ending”

Ours – Festa de formatura na casa dos Cullens organizado pela Alice. A música da banda The Bravery é a primeira que é tocada, trazendo um rock mais animado com cara de sucesso dos anos 80.

Neutron Star Collision (Love is Forever) – Um single no meio do filme! Alguém ouviu minhas preces! Banda Muse novamente na Saga, com um clima bem romântico e heróico, tema do filme:E se morrermos, morreremos juntos/ E mentira, eu nunca disse/ Porque o nosso amor seria para sempre

Atlas – Essa é uma música que se tirar, quase ninguém vai perceber. Ela toca bem discretamente no carro de Edward quando ele a leva a fronteira, para encontrar com Jacob. A música é fofinha, deveriam ter dado mais destaque pra banda sueca Fanfarlo, poxa.

With You In My Head A cena mais divertida do filme com muita ação: O treino dos lobos com os Cullens. A música é uma mistura perigosa. A banda UNKLE tem umapegada eletrônica e se juntou com a banda psicodélica The Black Angels. O resultado foi uma balada dos anos 60 e 80, alias, o CD tem muita mistura que puxa para os anos 80.

Clair de Lune- Olha ela aqui de novo! Cena que Bella vai a casa de Edward passar a noite. Como ele não é bobo nem nada, a música já está rolando no quarto, fazendo alusão a cena do quarto em Crepúsculo. Edward safadênho!

My Love- A música e o momento foram encaixados perfeitamente sob medida. Sia, com sua voz delicada, arrasa o coração com essa balada romatica melancólica. Na cena da investida de Bella na cama com Edward, emendando um pedido de casamento, não poderia deixar de ter uma música especial. Dei pulos de alegria quando escutei cinema e sinto vergonha até hoje, rs. Quem se interessar, procurem o CD completo dela, vale muito a pena!

Rolling in on a Burning Tire - Essa toca na cena com Riley e Victoria, onde ela diz ama-lo. Acho que é a faixa mais sensual de toda série. Os vocais de Alison Mosshart conseguem trazer para a música toda a agressividade que a história melosa de Eclipse não têm. Se Eclipse fosse True Blood, a faixa do The Dead Weather com certeza daria o clima para uma cena cheio de sexo, sangue e rock ‘n roll…

The Kiss - Mais uma do score de Howard Shore. Feita para a cena do beijo de Bella e Jacob antes da luta. Muito bem arrajada, quase escuto ela quando estou lendo o livro.

Eclipse (All Yours) Foi a primeira música da trilha divulgada. A ligação que a banda Metric tinha com Howard rendeu bons frutos. Ele escolheu a dedo a banda para fazer uma música especialmente para a cena final do filme. A música foi composta pela vocalista Emily e por Howard Shore, que escreveu grande parte da partitura. E quando eu disse que rendeu bons frutos, não foi por só ter entrado na trilha, mas como também estar entre as finalistas para concorrer ao Oscar, que infelizmente não rolou. Abaixo, a a foto do roteiro do filme e o piano usado na fase inicial de composição da música:

Heavy in your Arms – Foi uma grande decepção ver uma música tão linda, tão intensa ser usada nos créditos. Florence canta com uma voz grave que soa bem pesada, que podia facilmente ser usada em uma cena importante do filme.

What Part of Forever – Ultima música tocada nos créditos. O vocalista Gnarls Barkley vem numa toada empolgada, assobiando cheio de esperança, num clima de “o pior já passou”. Qual parte de para sempre você não entende?

Não posso deixar de comentar que no CD aqui no Brasil tivemos uma versão incluída na trilha oficial. Como brasileiro da um jeitinho pra tudo, a banda Hori, liderada por Fiuk, filho do cantor Fábio Jr (e amado pelas mamães do Brasil) escreveu a música “Eterno para você” especialmente para a história Edward e Bella. Que me desculpem os fãs de Hori, mas fazer parte da trilha é uma coisa, querer… é outra totalmente diferente. Foi uma inclusão que agradou somente quem é fã da banda.. mas tudo bem, ta valendo também.

Fiquem ligados em nossa programação especial, pois vocês irãm conferir um artigo super especial sobre a trilha sonora de Amanhecer – Parte I! Não percam!

Deixe seu comentário, usando o login do twitter, facebook, google ou disqus. ;)
Nós gostaríamos de pedir para que mantivessem o respeito, mensagens de ódios, racistas, homofóbicas, ofensas e entre outras coisas que possa denegrir a imagem do site, será deletada sem aviso. Obrigada!
  • Pingback: Especial Stewart Brasil – “2011 com Kristen Stewart” « STEWART BRASIL – Sua melhor fonte brasileira de informações sobre Kristen Stewart

  • Sara Meurer

    Adoro esse site, descobri a pouco tempo mais curto muito…
    O legal é que foi lançado no mês que a Kiki faz niver neh…
    AmoOO…

  • Iasmyn

    Parabéns, ótima “reportagem” (a palavra certa sumiu da minha mente kkk) adorei mesmo, tenho todas as musicas dos quatro filmes (amanhecer tbm). O meu preferido eu acho que é o de Lua Nova, é tão intenso e tem tudo haver com o filme. Possibility, Roslyn são minhas favoritas. COLD de Amanhecer é linda demais.

  • Pingback: 2011 com Kristen Stewart – “TRILHA SONORA (Amanhecer: Parte I)” « STEWART BRASIL – Sua melhor fonte brasileira de informações sobre Kristen Stewart

  • http://janaina_prado15@hotmail.com Janaina Prado

    hooo site bom fazia tempo que procura pela musica My Love Sia…

  • Mariana

    Quero muuuuuito saber como se chama a música que toca quando a Bella está entrando com o pai dela no casamento, que é só instrumental. Só achei o nome da música que toca depois, durante a cerimônia (Flightless Bird American Mouth – Iron & Wine). Vlw! :)

  • Thay

    (Flightless Bird American Mouth – Iron & Wine) e Bella’s lullaby sãao miinhas favoritass .. aai jesuuus ja decorei as falas de toodoos oos filmes deeles .. Louqiinhah aQ para assistir amanhecer parte 2 … aamoo deemais deemaiis oos fiilms dlles ♥♥

  • http://jardimprimavera cristiana

    eu amo esse filme pena que eu nao posso ainda assistir mais o jacob e muito lindo e nao se preucupem comigo por que eu mudo de assunto toda hora

  • alinny

    amo todas as saga crepusculo amo mais ainda o edward claro ne ele muito lindo,eu acho que vou esperar um edward so para mim vale apena esperar um lindo,gato,perfeito igual a ele ne

• Layout by Débora Monteiro. • stewart brasil - kstewartbr.com - todos os direitos reservados.